Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘vandas’ Category

Olá. Tudo bem?
Promessa é dívida e aqui estão as fotos da minha visão da Casa Cor SP.
Lembrando que é o meu olhar.
Que a opinião de cada um é pessoal e instransferível – apesar de alguns se apropriarem tranquilamente da opinião alheia…
Espero que gostem porque eu, sinceramente, adorei o que vi.
A mostra estar mais “espalhada”, com vários espaços verdes entremeando os ambientes.
Olha aí o ambiente super integrado com o paisagismo do entorno
(ambiente Fernanda Marques)
Refúgio no meio da cidade – ao fundo, bem ao fundo…
Teto revestido de bambu
Aromas na bancada do banheiro ao lado de arranjo com orquídea vanda.

Arranjo com costela de adão

(ambiente Dado Castello Branco)

Banheiro revestido com seixos e iluminação natural indireta
(ambiente Dado Castello Branco)

Velas + plantas

(ambiente Dado Castello Branco)

Cordialidade e bom humor entre pares ;-)
(livro de visitas Dado Castello Branco)
Beijoca!

Read Full Post »

Olá. Tudo bem?
Promessa é dívida e aqui estão as fotos da minha visão da Casa Cor SP.
Lembrando que é o meu olhar.
Que a opinião de cada um é pessoal e instransferível – apesar de alguns se apropriarem tranquilamente da opinião alheia…
Espero que gostem porque eu, sinceramente, adorei o que vi.
A mostra estar mais “espalhada”, com vários espaços verdes entremeando os ambientes.
Olha aí o ambiente super integrado com o paisagismo do entorno
(ambiente Fernanda Marques)
Refúgio no meio da cidade – ao fundo, bem ao fundo…
Teto revestido de bambu
Aromas na bancada do banheiro ao lado de arranjo com orquídea vanda.

Arranjo com costela de adão

(ambiente Dado Castello Branco)

Banheiro revestido com seixos e iluminação natural indireta
(ambiente Dado Castello Branco)

Velas + plantas

(ambiente Dado Castello Branco)

Cordialidade e bom humor entre pares ;-)
(livro de visitas Dado Castello Branco)
Beijoca!

Read Full Post »

Ainda das férias, visita ao orquidário (está virando programa obrigatório).
Desta vez pedi a permissão e fotografei.

Por isto, desejo um final de semana muito florido a todos.
Beijoca e até segunda!
Geral do Orquidário Santa Bárbara, com as mudas e os pedidos

Cattleya Leopoldii (prima da minha baiana) e outra que não marquei o nome

Mais Cattleyas

Vandas e Ascocendas – são demais, não?
Como já disse, elas são caras.
Mas espetaculares e de manutenção relativamente simples.
A minha floresceu novamente em menos de seis meses de distância entre uma florada e outra. Vejam as fotos da nova florada abaixo e confiram a florada anterior aqui.
Agora as compras da namorada do meu pai. Ela não resistiu. E quem resiste?

Read Full Post »

Ainda das férias, visita ao orquidário (está virando programa obrigatório).
Desta vez pedi a permissão e fotografei.

Por isto, desejo um final de semana muito florido a todos.
Beijoca e até segunda!
Geral do Orquidário Santa Bárbara, com as mudas e os pedidos

Cattleya Leopoldii (prima da minha baiana) e outra que não marquei o nome

Mais Cattleyas

Vandas e Ascocendas – são demais, não?
Como já disse, elas são caras.
Mas espetaculares e de manutenção relativamente simples.
A minha floresceu novamente em menos de seis meses de distância entre uma florada e outra. Vejam as fotos da nova florada abaixo e confiram a florada anterior aqui.
Agora as compras da namorada do meu pai. Ela não resistiu. E quem resiste?

Read Full Post »

vandas

A Vanda é uma orquídea de origem asiática que necessita de calor e umidade. Pode florescer até quatro vezes por ano em condições ideais. Originárias da Ásia, são plantas de crescimento monopodial e lento, e alcançam altos valores no mercado – em alguns casos R$ 400,00/R$ 500,00 o exemplar.
É um curioso gênero de orquídea que conta com muitos amantes e criadores no Brasil. Pode ser criada com as raízes nuas, penduradas por arames. Um vaso de madeira com brita e pouco substrato pode ser adaptado logo abaixo dela, fazendo com que suas raízes toquem nele levemente. Os cuidados no cultivo levam em conta umidade alta – pricipalmente no verão – e adubação adequada, pois como elas são cultivadas sem substrato não há onde armazenar reservas.
Mas valem a pena. E como!!!
Já contei que nas minhas férias visitei o orquidário e comprei dois exemplares lá. Uma é uma ascocenda (híbrido de Vanda e Ascocentrum )e a outra é uma Vanda “Robert Delight” cujas flores que ilustram este post.
Estou completamente apaixonada por elas e tenho certeza que vocês também serão conquistados!
Beijoca

Read Full Post »

vandas

A Vanda é uma orquídea de origem asiática que necessita de calor e umidade. Pode florescer até quatro vezes por ano em condições ideais. Originárias da Ásia, são plantas de crescimento monopodial e lento, e alcançam altos valores no mercado – em alguns casos R$ 400,00/R$ 500,00 o exemplar.
É um curioso gênero de orquídea que conta com muitos amantes e criadores no Brasil. Pode ser criada com as raízes nuas, penduradas por arames. Um vaso de madeira com brita e pouco substrato pode ser adaptado logo abaixo dela, fazendo com que suas raízes toquem nele levemente. Os cuidados no cultivo levam em conta umidade alta – pricipalmente no verão – e adubação adequada, pois como elas são cultivadas sem substrato não há onde armazenar reservas.
Mas valem a pena. E como!!!
Já contei que nas minhas férias visitei o orquidário e comprei dois exemplares lá. Uma é uma ascocenda (híbrido de Vanda e Ascocentrum )e a outra é uma Vanda “Robert Delight” cujas flores que ilustram este post.
Estou completamente apaixonada por elas e tenho certeza que vocês também serão conquistados!
Beijoca

Read Full Post »

segue uma coletânea das flores do meu quintal – ôps, papi! – as flores que coloquei no quintal da casa do papai ;-)
beijoca :-)


Orquídea Vanda: acabei de comprar no orquidário, sempre fui louca para ter uma destas. Quando as flores abriram, nem acreditei. Dizem que duram até 30 dias. Não é um espetáculo?

Oncidiuns…

Esperando as pitangas… a pitangueira ficou carregada! Acho que este ano vai ser bom :-)

Dendrobiums: agosto/setembro são os meses da inflorescência de muitos deles.

Para conhnecer mais recomendo:

http://www.jardineiro.net/br/banco/dendrobium_nobile.php

http://www.orquideana.com.br/dendrobium.html

http://orchidsworld.webnode.com/news/dendrobiun/


Chão de flores do ipê amarelo. Este era querido da minha mãe. Um ano ela fotografou vários ipês e mandou como cartão de Natal para os amigos. Acho que tenho de quem puxar…

Para saber mais:

http://www.ipef.br/identificacao/tabebuia.alba.asp

http://www.jardimdeflores.com.br/floresefolhas/A21ipeamarelo.htm

Calandivas para arrematar a casinha de boneca da pequena – foi ela quem escolheu e me ajudou a comprar. Mas as flores mais bonitas estão ao fundo desta imagem…

Read Full Post »

Older Posts »