Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘festa’ Category

>receita de diversão

>

Quem tem filhos sabe do que estou falando: a agenda social dos pequenos é bem mais agitada do que a nossa – e ficamos por conta.
Como de todo limão temos mais é que fazer a limonada, minha solução é me entreter a cada evento que aparece. Deste, saiu até postagem para o DECORACASA ;-)
Faça um kit confeito contendo:
Encape uma lata de brigadeiro pronto com tecido, etiqueta customizada, o que lhe vier a telha.
Coloque um bowl e amarre tudo em uma embalagem bacana. 
Pronto, o kit brigadeiro está pronto para servir de lembrancinha descolada na festa do seus filhos.
(Ou na sua mesmo, porque adultos AMAM brigadeiros. E comprovo isto nos “milhões” de festinhas que frequento ;-)
Beijoca
Olha aqui o link para mais idéias de lembrancinhas!
Anúncios

Read Full Post »

marcação cerrada

No Natal usei muito meus marcadores de taças.
Deixei um bilhete ao lado da latinha, dizendo aos convidados: “Marque sua taça e divirta-se!” Foi muito bacana ver as pessoas escolhendo entre comentários “Serei a rosinha“, “Eu sou o FORTÃO!“,… – ou seja, elas me revelarm um lado lúdico do item que eu não havia sequer pensado quando comprei os tais marcadores: a diversão.
Foi uma forma bacana de fazer as pessoas sentirem-se bem vindas, queridas e descontraídas.
Por este motivo, recomendo mais duas sugestões da Real Simple: tags com iniciais presos aos copos e pulseiras com nomes.
Para que o riso e a alegria em suas festas não tenham mais fim!
Beijoca

Read Full Post »

de papel

estes são os convites feitos em papel de scrapbooking

Nesta semana minha pequena completou 5 anos (já?!?).
Foi uma marca em minha vida e em meu coração observar que o tempo passou tão rápido e que agora eu não tenho mais um pequeno bebê com suas dobrinhas para cuidar. Tenho um ser pensante, ágil e ávido por novidades e pelo mundo. É uma sensação de delícia e medo, de descobertas fortes tanto para mim quanto para ela em nossos papéis de mãe & filha.
E uma das coisas que sempre tenho em mente é como colocar limites, mostrar até onde podemos ou não chegar. Ao mesmo tempo dar as asas mas alertar para onde é mais seguro voar. Desta linha de pensamento derivou o conceito da comemoração de aniversário da pequena.
Havíamos feito uma viagem de sonho antes com direito até a transformação em princesa. Desta forma, combinamos que neste ano não haveria uma grande festa para todos os amigos – como ela tanto gosta – porque ou se fazia uma coisa, ou se fazia outra. (A vida é assim, não é mesmo? Não temos sempre que escolher entre o isto e o aquilo?)
Como o combinado não é caro, a comemoração de 5 anos seria uma festa das 5 amigas aqui em casa. E ela seria envolvida diretamente em cada passo da organização da tal festa.

Começando pelo convite:  fomos juntas comprar os papéis de scrapbooking que serviriam como base para o castelo/convite (primeira foto). Como a escrita do nome foi um grande ganho obtido pela pequena nesta ano escolar, ela assinou de próprio punho os convites e pintou os envelopes para as amigas (desenhados com castelos e com a inicial de cada uma delas).
Entregamos tudo pessoalmente, em cada casa, para mostrar o quanto estas presenças seriam importantes para a comemoração.
Decoração: havia visto no blog da Aninha Medeiros o PAP para fazer pompons de papel de seda. Eureka! Eles seriam nossa decoração. E assim foi, como maridex registrou. A única alteração que fiz foi amarrar o centro dos pompons com barbante ao invés de utilizar o arame floral como indicado pela Ana.
Porém o mais interessante foi que a pequena se apoderou das rebarbas do trabalho para fazer cortinas decorativas: ponto para ela, mais uma vez super envolvida.
Os pompons ficaram lindos, fiz 12 no total variando entre vermelhos e cor de rosas. O efeito que eles causam é impressionante. Mesmo.
Em conjnto de 3 em três eles “demarcavam” os diferentes cantos de brincadeiras.
Que eram compostos basicamente por coisas que já existiam em minha casa – ou seja, zero de consumo.
Canto do guarda roupa: pendurei várias fantasias no teto da varanda com auxílio de cabides e fio de pesca. As meninas, assim que chegaram, podiam escolher em qual princesa ou bailarina que gostariam de se transformar. Como extra, pares de sapatos de salto (de plástico ;-)
E ainda mais dois cantinhos: o da maquiagem e o da manicure. Nem conto para vocês como é que elas ficaram… mas tenho a mais absoluta certeza de que já dá para imaginar ;-)

Este era o canto das bonecas, ou melhor a casinha…
…e este era o canto da cozinha, com panelinhas & “eletrodomésticos”.
E no meio da sala o sonho dourado da minha pequena: aquela bexiga grandona, com guloseimas.
Aproveitei a idéia da filhota e decorei a bexigona, colando mais algumas rebarbas de papel de seda. A foto acima registrou a alegria delas um segundo antes da bola ser estourada.
E depois teve bolo, brigadeiro,… todas aquelas delícias que tornam nossa infância mais doce.
Foi muito bom.
Mas o melhor da festa, o melhor presente, quem ganhou fui eu. Mesmo antes do final eu ouvi:
“Mamãe, eu adorei!”
Beijoca
Para ver todas as decorações de festa que já publiquei, clique aqui

Read Full Post »

Ma folie quer dizer “minha loucura”, em francês.
E também é o nome desta casa.
sei que não ficaria tão sonoro, mas chamaria este lugar de mon rêve  (meu sonho)
adoro o mix de diversos estilos de cadeiras e a ambientação verde e amarela
o interior também é de sonho

As imagens foram novamente cedidas pela Ana Carolina, do Casas Charmosas. Dá para entender agora o por que do nome da empresa dela?
Beijoca

Read Full Post »

casando

Que eu já casei faz tempo é fato.

Assim como também é fato que tenho dois rebentos.
Porém ontem fui fazer um curso de fotografia e o professor discorria sobre os malefícios da fotografia digital em nossas memórias. Ele dizia que não termos nossas imagens impressas em uma mídia mais perene do que os HDs de nossos micros é uma ameaça à nossa história.
Eu concordo, em termos.
Sempre falo das lembranças espalhadas pela casa em forma de objetos, recordações. Eu vivo com muitas lembranças por aí, mesmo que não fotográficas.
Nesta seara sou realmente um desastre. Minha filha tem algum esboço de álbum, meu filho quase nada. Nem o álbum com as fotos do casamento mandei fazer ainda… Mas neste mesmo casamento, memórias vivas estavam lá.
Por exemplo brindamos nosso enlace com taças que minha avó ganhou quando se casou. Ou seja, ela estava presente, viva em meu coração e minha alma. Mesmo que por meio das taças, transcendendo a imagem.
Mas confesso minha consciência pesou um pouquinho…
Vou terminar este post correndo para… arrumar os álbuns ;-)Beijocas

Read Full Post »

casando

Que eu já casei faz tempo é fato.

Assim como também é fato que tenho dois rebentos.
Porém ontem fui fazer um curso de fotografia e o professor discorria sobre os malefícios da fotografia digital em nossas memórias. Ele dizia que não termos nossas imagens impressas em uma mídia mais perene do que os HDs de nossos micros é uma ameaça à nossa história.
Eu concordo, em termos.
Sempre falo das lembranças espalhadas pela casa em forma de objetos, recordações. Eu vivo com muitas lembranças por aí, mesmo que não fotográficas.
Nesta seara sou realmente um desastre. Minha filha tem algum esboço de álbum, meu filho quase nada. Nem o álbum com as fotos do casamento mandei fazer ainda… Mas neste mesmo casamento, memórias vivas estavam lá.
Por exemplo brindamos nosso enlace com taças que minha avó ganhou quando se casou. Ou seja, ela estava presente, viva em meu coração e minha alma. Mesmo que por meio das taças, transcendendo a imagem.
Mas confesso minha consciência pesou um pouquinho…
Vou terminar este post correndo para… arrumar os álbuns ;-)Beijocas

Read Full Post »

a festa do fofo

Meu pequeno completou 2 anos em Julho.

Não queria deixar passar em branco a data mas ao mesmo tempo também não queria nada grandioso ou em buffet.
A solução foi um pequeno churrasco para os íntimos, mas muito íntimos mesmo.
Mas para mim festa pequena não é sinônimo de festa sem decoração.
Ainda mais: não é sinônimo de decoração cara.
Decoração é sinônimo de criatividade e boas idéias.
Quer revisar comigo as contas na ponta do lápis e conferir quanto custou a decoração da mesa ao lado?
Vamos lá!
*Bolas de papel de seda (no alto da imagem): tradicionalmente usadas em festas juninas estas bolas serviam como localizadoras da mesa do bolo, bem como proporcionar uma sensação vertical à mesa. Detalhe: são reutilizáveis – ou seja podem servir como adorno em muitas outras idéias. Custo: R$ 8,95 a pequena/ R$ 14,15 a grande. Custo total: R$ 46,20

*Pratos com pés brancos e toalha (ao centro e à esquerda): para destacar o bolo e os docinhos, assim como dar mais movimento à composição. Foram alugados por R$ 6,00 cada em uma casa de festas especializada. Este é o tipo de peça que usamos raramente mas que ocupam um super espaço em nossos armários. Sempre prefiro alugar este tipo de porcelana. A toalha branca também foi alugada por R$ 4,00 – e o que eu mais gosto disto é que ela chega limpa e passada e vai embora suja e eu não preciso me preocupar com isto. Custo total: R$ 16,00.

*Apitos: os mais velhos podem até chiar, mas para mim festa de criança não é festa se não tiver barulho. E os pequenos acham a maior graça em descobrir seus limites com os apitos. Em tempo, quem escolheu trazer estes apitos para a festa do irmão foi a pequena. Grande idéia! Pois além do barulho eles ajudaram – e muito – a preencher e colorir a mesa, além de servir de lembrancinha. Custo do pacote com 12 apitos: R$ 4,39

*Barquinhos de papel porta confeitos: Três dias antes da festa já tinha preparado os barquinhos de papel com intenção de tê-los como tema da festa. Escolhi as três cores primárias (vermelho, azul e amarelo) e comprei uma folha de papel color set de cada. Consegui produzir 4 barcos de cada cor, totalizando 12. Para a mesa do bolo usei 9 – os três restantes usei para enfeitar a mesa do buffet. Os barcos além de tema serviram como porta confeitos, o que fez a festa da garotada (vocês não imaginam que graça era ver os menores nas pontas dos pés “roubando” os disquinhos de chocolate…)
Para outras ocasiões os mesmos barquinhos podem ser utilizados como porta-petiscos secos (amendoins, castanhas,…)
Custo de cada folha de papel: R$ 1,97. Custo do saco de confeitos: R$ 9,98 – detalhe sobrou um monte…
Para quem não sabe fazer um barquinho de papel, o You Tube ajuda.
Custo total: R$ 15,89
*Cataventos: mais uma coisa que encanta as crianças e ao mesmo tempo dá colorido à mesa. Paguei R$ 1,06 por cada um deles – caro, pois estava no interior. Em lojas de comércio popular ou na 25 de Março consegue-se fazer um negócio muito melhor por este tipo de enfeite.
Comprei um para cada criança presente à festa, pensando que ele também serviriam como lembrancinha – e para não dar briga ;-)
Dica de fixação: os cataventos foram afixados em massinha de modelar. A base de massinha ficou coberta por barcos branquinhos que fiz com papel sulfite desenhado por eles mesmos.
Custo total: R$8,48

A parte tudo isto, utilizei os brigadeiros e cajuzinhos que já ia servir com o bolo para preencher a mesa.
Vamos fechar a conta?
Então, vamos lá! Calculadora em punho, soma, soma, soma….e chega-se a R$90,96 – sendo R$44,76 somente o custo da decoração da mesa (descontei o valor das bolas de papel de seda).
Valeu?
Foi um sucesso.
Como sei disto? Ao final do parabéns o aniversariante olhava para todo mundo e dizia “Maaaaaaaaaaaaaaaais!”.
E com isto eu, a mãe coruja, não preciso de “maaaaaaaaaaaaaaaaaaais” nada ;-)

Quer ver mais decorações de festas que aprontei? Clique aqui! Beijoca.

Read Full Post »

Older Posts »