Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘coisas fofas’ Category

rice genérica

Quem pula de blog de decòr em blog de dècor diariamente muito provavelmente já trombou com os produtos da Rice.
São lindos, modernos, coloridos e descolados que só.
Aqui no Brasil não há representante autorizado da marca, há algumas lojas aqui e acolá que tem o bom gosto de comercializar – ao custo que nossas tarifas de importação permitem.
Qual a minha surpresa ao passear no supermercado (sempre ele – o da vez foi o Walmart) e ver estes pratos coloridos, bacanas com um design similar aos produtos da Rice?
Vamos colocar todos os pingos nos is: 
  • eles são de plástico, e não de melamina;
  • só havia duas cores disponíveis: fúcsia e turquesa;
  • a “linha completa” era composta de cumbucas, prato de sobremesa e prato raso.

Mas com todos estes poréns, eles são muito lindinhos e úteis.
Minha criançada adorou (e a mãe também)
Beijocas
Anúncios

Read Full Post »

a menina…

…vai comprar mais organizadores de revista e volta para casa com uma caixinha singela com 2.000 (!) mini clipes metalizados.
Acho que nem se eu vivesse 100 anos conseguiria usar todos estes clipes mas quem disse que tudo nesta vida é racional?
Beijocas

Read Full Post »

com conchas

Muita gente já me perguntou o que fazer com conchas. 
Eu, que não tinha nenhuma foto pronta, apenas sugeria. Sempre falava de bolas com conchas – acho-as lindíssimas.
Neste final de semana encontrei com uma bem trabalhada.
E tirei fotos dos detalhes para que possamos reproduzí-la.

O primeiro passo é encontrar conchas do mesmo tamanho.
Isto acaba dando uniformidade e um movimento sincronizado para o resultado final.
Limpe bem as conchas e comece colando pelo miolo, formando uma espiral.

Esta é a foto do ângulo oposto à anterior onde as conchas aparecem “fechadinhas”
Note que nesta configuração em espiral o resultado mostra-se duplo – e lindo.
Também note que houve mistura das cores das conchas, o que deu mais charme ainda à bola.

Esta é a finalização, também em espiral.
Para este trabalho eu sugiro uma bola de isopor e adesivo universal.
Lindo, chique e natural.
Beijoca

Read Full Post »

arrumação em leque

Falar que eu enlouqueci com as rendas e artesanato de Fortaleza é até redundante.
Tudo lindo, delicado, perfeito.
A tristeza – ou a salvação do meu bolso – foi que eu fui por pouco tempo e a mala era pequena . Uma pena, porque do fundo do coração eu queria trazer uma rede – tem umas fantásticas por lá…
Mas não resisti a alguma comprinhas.
Quando vi este organizador de talheres em leque, bordado em com detalhes em renda renascença não me aguentei. Saquei a carteira e… o trouxe para casa.
Para quem tem habilidades com a máquina de costura esta é uma ótima ideia para guardar e usar recebemos “à americana”.
Eu não vejo a hora de fazer um almocinho aqui em casa e estrear o meu ;-)
Beijoca

Read Full Post »

parede fofa e sem furos

Já fazia um tempão que eu tinha feito os quadrinhos de sombra (mais precisamente para o vídeo de PAP que foi ao ar em Março!).
Também já fazia um tempo que eu tinha repaginado as molduras com tinta spray.
Mas passei vários projetos na frente da prioridade da furadeira do professor Pardal. E eles ficaram aí, encostadinhos.
Até que… semana passada fui convidada para a coletiva de imprensa da 3M para falar da linha Command de ganchos adesivos.
Honestamente, fiquei com o pé atrás. Pois todas as vezes que eu comprava e aplicava estes ganchos – pois eles são tentadores, lindinhos – inevitavelmente caíam.

Na coletiva, fiquei sabendo da importância de limpar a superfície de aplicação antes com álcool para garantir a aderência. 
Também foi ressaltado o método de aplicação: pressionar por 30 segundos e depois esperar 1 hora para pendurar algo e respeitar o limite de peso de cada gancho/adesivo.
Na saída ganhei um kit com algumas amostras – e foi com este kit que “construí” a parede.
Para as molduras usei um gancho pequeno, acrílico indicado para cintos.
Para os quadrinhos usei os fechos Command (um tipo de velcro que segundo a embalagem, cada par  suporta 1 kg)
A montagem do espaço foi rápida, difícil foi segurar a ansiedade.
Porque depois que eu coloco o gancho na parede quero logo ver como vai ficar a composição. Mas aguentei firme e só pendurei as fofurices depois de uma hora.
Gostei do resultado e da solução, principalmente da sensação de liberdade (dá para posicionar rapidamente e retirar com facilidade se der errado). Mas acho que há casos e casos para uso.
A furadeira e a broca tem seu lugar garantido para alguns serviços e superfícies.
Mas a praticidade, rapidez e limpeza do sistema Command tem o seu lugar.
Beijoca

Read Full Post »

Todo mundo por aqui sabe da minha paixão por flores naturais, em especial por orquídeas
Mas uma das coisas que aprendi nesta vida é que nada é preto ou branco, que tudo geralmente é cinza. Ou seja, que tem muita beleza além das plantas naturais.
Semana passada a Dani, minha comadre, entregou aqui em casa três flores de pet dizendo que elas vieram da decoração de um casamento que havia ido em Trancoso: “Quando olhei para elas, lembrei de você.”

Achei super bacana. Primeiro por ser lembrada (quem não gosta disto?)
Segundo pelas flores, autenticamente fake, fazerem parte de um casamento em um reduto moderno, charmosinho e “in” do Brasil.
Para mim o fato de serem orgulhosamente falsas é a grande virtude e beleza destas flores: elas assumem que não são verdadeiras, tem cores improváveis e acabamentos rebuscados. 
São over, abusadas.
E lindas.
Parabéns à noiva, que fez esta escolha super acertada e de estilo.
Parabéns a quem produziu as flores, fugindo do chavão do “me too”, querendo ser o que não se é.
Parabéns a quem viu beleza além do chavão da sustentabilidade.
E parabéns para quem sabe valorizar esta arte do fazer afirmando, com toda razão, que “as flores de plástico não morrem…”
Um beijo super autêntico para vocês!

Read Full Post »

água de beber

Eu acredito que pequenos atos fazem grande diferença em nossa vida.
Sim, porque se ficarmos focando no que nos falta, nunca veremos a grandeza das pequenas coisas que nos acontecem diariamente. 
Em uma época da minha vida eu tive que focar nestas pequenas coisas porque, efetivamente, as grandes não eram as mais atrativas. Aprendi assim, treinei meu olhar. 
E viciei.
Encontrei um grande tesouro nas pequenas coisas e não parei de reparar e investir nas pequenas delicadezas: são os banhos diários à luz de velas, os pequenos objetos com significado espalhados pela casa, a jarra de água ao lado da cama…
Quando as coisas são boas acostumamos facilmente, não é? 
E fui passar o final de semana na casa do professor Pardal. 
E eu não tinha água ao lado da cama.
Então o outro vício – o do supermercado – resolve: duas moringas, de R$ 15,00 cada, compradas no Walmart.
Beleza, conforto e mimo.
Basta apostar nas pequenas delicadezas.
Sempre.
Beijo grande

Read Full Post »

Older Posts »