Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \30\UTC 2011

>vai e vem

>

Para cima, para baixo. Encaixota, cataloga.

Toda vez que mudamos de casa parece uma loucura.
É todo o processo de casa venda – casa compra, depois os sonhos e a dura realidade da organização.
Mas é o que sempre digo: “Transtornos passageiros, benefícios permanentes”
Para tornar sua mudança um pouco menos “traumática”, vale seguir algumas regrinhas básicas:
  • Analise suas peças com critério e doe o que não vai usar. Instituições de caridade, bazares e quem realmente precisa serão muito gratos. Seu novo espaço, sua nova casa também;
  • Começe a empacotar com a maior antecedência possível – parece difícil? Os primeiros a sair são itens sazonais – como árvore de Natal e decoração de Páscoa. Siga o mesmo racioncínio para o restante dos objetos que tudo começará a ficar mais fácil;
  • Tente encaixotar objetos por cômodos e identifique as caixas como tal: sua memória visual será uma grande aliada neste processo;
  • Meça os vãos, as portas, as passagens e seus móveis. Este pequeno cuidado vai poupar dores de cabeça como nâo ter desmontado “aquela” estante imensa para seu novo corredor ou ser supreendido por um içamento de um móvel querido;
  • Pesquise, pesquise, pesquise. Vale cotar várias empresas de mudança, sempre com referência prévia: os orçamentos podem diferir diametralmente;
  • Aproveite para liberar tudo que está pendente antes de entrar na casa nova: leve aquele ferro de passar com a resistência queimada para o conserto assim como mande lavar as cortinas. Entre na casa nova com pé direito;
  • Lembre-se de transferir o endereço de suas contas. Para seus conhecidos e amigos, vale um cartão avisando seu novo endereço ou um simpático email.
Por falar em sorte, os antigos sempre falavam que em uma casa não pode faltar sal. Então, mesmo que seja em meio a um emaranhado de caixas, entre na casa nova com o pé direito carregando um pacotinho de sal.
E mude, renove.
Sempre que nos movimentamos é sinal de que algo de bom está por vir!
Beijoca
Anúncios

Read Full Post »

>viajar! eba!

>

Depois deste feriado prolongado em que muitas pessoas voltaram para suas casas resolvi deixar aqui algumas dicas! 
A hora dos preparativos é uma delícia…ficamos imaginando aquela praia com sol, sombra, água fresca,…tudo perfeito…uma cama de hotel bem gostosa para um descanso prévio assim que chegamos de uma longa viagem! Pensamos em tudo aquilo que queremos desfrutar com o máximo de prazer, não é mesmo? 
Mas nem sempre é assim! Então para não ser pego de “calças curtas” aqui vão algumas dicas: 
Se a viagem for de carro… 
– Verifique condições das estradas pelos sites das concessionárias. 
– Planeje o horário de saída para não ficar naquele trânsito infernal, com um sol de rachar o côco! 
– Faça uma mochila com lanches, água, bolachas, frutas e mais gostosuras. 
– Leve um travesseirinho e uma mantinha dentro do carro. 
– Remédios à mão, principalmente aqueles tradicionais de febre e enjôos. 
Se a viagem for de avião, ônibus e trem… 
– Lembre-se dos documentos de identificação das crianças e adultos e das passagens! Isto é o mais importante!!! 
– Identifique as bagagens com clareza. 
– Leve uma muda de roupas dentro de uma mochila. 
– Lanchinhos de sua preferência e remédios sempre à mão! 
– Verifique se as partidas estão dentro do previsto. 
Boa viagem!!!…e até a volta!

Read Full Post »

>bem simples

>

Hoje o Bem Simples entra no ar, na NET canal 138 e Embratel canal 34 – as demais operadoras continuam em negociação. 
É aí que vocês irão assistir à segunda temporada do Faça em Casa, que gravei com muita alegria, e aos novos programas como o Brasil no Prato, com a Carla Pernambuco.

A essência do canal é trazer idéias práticas e fáceis para tornar o dia a dia mais agradável e colorido. Como  os porta retratos revestidos em tecidos, que eu ensinei neste vídeo e também fiz em tamanho maior para a coletiva de imprensa do canal. Olha que bacana ficaram!
Geral da sala com a Dani Marcondes, nova apresentadora do Tudo Simples (primeira à direita), e os porta retratos.

Joana Limaverde, apresentadora do Show de Bebê, agora em versão 100% brasileira

 Rogério Shimura e a Andrea Schwarz, do novíssimo A Confeitaria

 Os porta retratos do Brasil no Prato, Show de Bebê e Tudo Simples.
(fotos: FAN)
Espero que vocês gostem das novidades que estão a caminho.

Estou muito feliz com mais esta conquista! Obrigada!!!!!
Um beijo grande

Read Full Post »

>bolinhos de cenoura

>

Depois da festança, pago a promessa de mostrar a receita do bolo de cenoura ;-)

Minha mãe fazia bolo de cenoura quase toda semana. Sabe daquele tipo de bolo que uma hora você nem aguenta mais ver pela frente? Então era assim…

Por isto que esta receita ficou “banida” do meu caderno por um bom tempo. Na verdade, nunca tinha feito um bolo de cenoura.
Até ontem.

São Paulo estava chuvosa. Os pequenos voltaram felizes da escola, pois vieram “muito responsáveis”, cada um com seu guarda chuva. Mas, o que fazer quando chegar em casa?
Confesso que ando trabalhando demais da conta e que eles estão sentindo o baque. Teria que compensar minha culpa de mãe.
Lembrando que o pequeno é fascinado por cenouras – alguém se lembra desta postagem? – disparei: “Vamos fazer um bolo de cenoura!”
Animação total.
Mas por onde começar? Bem, procurando a receita.
Recorri às panelinhas da Rita, que é tiro certeiro. Coloquei os dois no colo e aproveitei das novas habilidades da pequena – que está aprendendo a escrever – para buscar o B-O-L-O D-E C-E-N-O-U-R-A.
Receita encontrada, receita impressa.
Mãos à obra. Fizemos aquela bagunça! Na hora de peneirar caiu açúcar no chão (para deleite do Pudim) e o toque especial ficava pelas lambiscadas que o pequeno dava na massa crua.
Sim, eu sei que isto não é o padrão. Mas quem disse que o fazer junto não é sinônimo de boas lembranças?
E assim foi feito. E o bolo ficou ótimo. (E usamos a balança ;-)
Colocamos em nossas forminhas para muffins (atualizando, cupcakes) e comemos felizes para sempre.
Segue aqui a transcrição da receita original da Rita Lobo, para que seu final de semana seja também encantado e cheio de boas lembranças!
Beijo grande
Detalhe: o bolo ficou tão bom que nem deu tempo de fazer a calda – comemos antes disto ;-)

BOLO DE CENOURA 

Receita do site Panelinha, da Rita Lobo

PARA O BOLO
Ingredientes
3 cenouras pequenas
4 ovos 
1 xícara (chá) de óleo de canola
400 g / 2 copos (americanos) de açúcar 
300 g / 2 copos (americanos) de farinha de trigo 
1 colher (sopa) de fermento em pó
manteiga e farinha de trigo para untar e polvilhar
Modo de Preparo
1. Preaqueça o forno a 180°C (temperatura média). Unte uma assadeira retangular (ou redonda) com manteiga e polvilhe com farinha. 
2. Com uma faca, descasque as cenouras e corte-as em pedaços. 
3. Peneire a farinha de trigo e o fermento em pó. 
4. No liquidificador, junte o óleo, os ovos, o açúcar e os pedaços cenoura. Bata até obter um creme liso.
5. Numa tigela grande, coloque o creme de cenoura batido. Com uma colher, adicione a farinha de trigo e o fermento em pó peneirados aos poucos. Misture bem.
6. Na forma untada, despeje a massa ao e leve forno preaquecido para assar por, aproximadamente, 40 minutos ou até que esteja assado. Para verificar o ponto do bolo, espete um palito na massa. Se sair limpo, está pronto. Retire o bolo do forno e cubra com a calda quente.
PARA A CALDA
Ingredientes
100 g de chocolate meio amargo 
1 xícara (chá) de leite 
1 colher (sopa) de manteiga 
2 colheres (sopa) de mel 
Modo de Preparo
Numa panela, junte todos os ingredientes e leve ao fogo médio. Quando começar a ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar por 5 minutos. Retire do fogo e reserve.

Read Full Post »

>salada de bacalhau

>

Tão rápida como veio, a Páscoa passou e deixou um gostinho de quero mais! Quero mais feriado, quero mais chocolate, quero mais comidas gostosas… Quanta tentação, não é verdade? 
Bom, ao voltarmos para o dia a dia, percebemos que o feriado deixou algumas sobras de ingredientes que foram utilizados nas receitas especiais e uma consciência pesada em relação ao peso por ter comido tantas delícias. Agora é hora de compensar… 
Hoje a sugestão é aproveitar essas sobras e preparar uma salada deliciosa para deixar a semana mais leve. 
Até a semana que vem. 
Ingredientes: 
· 250g de lascas de bacalhau defumado 
· ½ pacote de kani kama 
· ½ vidro de palmito 
· 10 tomatinhos cereja 
· 4 mini-milhos 
· 6 cebolinhas pequenas cozidas 
· ½ pé de alface 
· Queijo parmesão para ralar 
Modo de preparo: 
Coloque as lascas de bacalhau em uma tigela com água por 15 minutos, trocando a água a cada 5 minutos. 
Jogue a água fora e escorra o peixe. Ele parecerá com pequenas fatias de sashimi branco. 
Em um prato, disponha as folhas de alface inteiras, formando uma caminha. Pique as cebolinhas, o kani, o palmito, os tomates e os milhinhos. 
Por fim, arrume as fatias de bacalhau por cima dos demais ingredientes. Rale um pouco de queijo parmesão e tempere com sal e azeite. 
Sirva acompanha de um peixe grelhado e tenha a consciência limpa por ter aproveitado o que sobrou do feriado e por comer algo leve mas bem gostoso.
Renato

Read Full Post »

>repertório

>

Esta é a página de abertura da minha pasta de referências. Apesar de amar este apartamento, meu sonho de consumo é morar em uma casa.
Quando me perguntam como decorar uma casa eu sempre respondo – com outra pergunta – “Do que você gosta?”
No meu entender, identificar o que gostamos ou não acaba respondendo às maiores questões decorativas.  Isto traduz-se em entender quais são seus hábitos caseiros, quais são seus hobbies e qual estilo agrada.
Para mim, uma das formas mais simples de comunicar o que se gosta ou não se gosta é visualmente. Por este motivo eu sempre recomendo que seja feita uma pasta com um repertório visual.
Sim, isto mesmo, repertório.
Semelhante às músicas é importante ter uma seleção de imagens que traduza o que se gosta (e até o que não se gosta).
E não é necessário cortar imagens de locais que pareçam muito caros ou inacessíveis. É importante ver e gostar sem limites. Um bom repertório é composto pelas notas agudas tanto quanto pelas graves ;-)
estante + cadeirinhas fofas
Eu tenho minhas referências guardadas de duas maneiras: uma pasta arquivo com imagens de revistas e várias pastas virtuais com fotografias.
As pastas tem inspirações diversas, e sempre recorro a elas quando quero explicar como imagino que tal coisa/cômodo deva ficar.
Muitas vezes as observações são sutilezas, detalhes de alguma fotografia. Aí então reforço com uma notinha colada à página.
Outras vezes a inspiração não é direta. Por exemplo, a imagem acima traz uma coleção de chapéus. Eu não tenho – nem almejo ter – tal coleção, mas fiquei extremamente encantada com o móvel que a abriga.
Os arquivos do computador são separados por cômodos. Tenho muita coisa e às vezes tenho medo de perder as imagens – por este motivo, comecei a postá-las diariamente na comunidade DECORACASA no Facebook (e assim também deixá-las ao alcance de mais gente ;-)
Online ou offline, não importa.
O importante é alimentar a imaginação e treinar o olho, desta forma o caminho da sua casa rumo a um lar será bem mais fácil.
Beijoca

Read Full Post »

>bolos

>

Para começar bem a nossa participação no DECORACASA, vamos falar de bolos! São tantos tipos e modos de fazer. Qual ingrediente deve vir primeiro? Quanto tempo no forno? 
Bem, basicamente há dois tipos de bolos: os cremosos e os espumosos (ou tipo esponja). Os bolos espumosos não usam fermento químico (fermento para bolos), como por exemplo, o pão de ló e os cremosos são aqueles que comemos na hora do lanche, como o bolo inglês e o bolo de chocolate tradicional. 
Os bolos cremosos levam o fermento químico (que pode ser o fermento para bolos e/ou o bicarbonato de sódio). Esses bolos são feitos com manteiga sem sal em estado sólido. Ela deve estar em temperatura ambiente. Pode ser substituída por óleo que dá mais maciez e umidade ao bolo, mas a manteiga dá mais sabor. 
A primeira coisa a se fazer é untar a forma a ser usada. Aí vai uma dica: depois de untada, limpe um dedo da borda da assadeira com um papel-toalha. Isso não deixará seu bolo vazar. 
Depois acenda o forno na temperatura indicada. Nunca coloque um bolo para assar no forno frio. Separe todos os ingredientes. Sem preguiça nessa hora. O ideal é pesar em vez de usar medidas de volume, mas se você não tiver uma balança em casa ou se a receita pedir, use medidas padrão e não a xícara da sua casa. Deixe tudo separado em potinhos. Peneire então todos os ingredientes secos – exceto o açúcar quando a receita assim pedir (farinha, chocolate, açúcar, fermento). O resultado será um bolo mais fofo. 
A farinha deve ser de preferência sem fermento. O ideal é que ele seja misturado aos secos somente durante o processo de preparação do bolo. O açúcar deve ser bem fino. Você pode usar sem problema nenhum o açúcar cristal (que é melhor para a saúde), mas bata no processador ou liquidificador antes de usar. 
Com tudo preparado, é hora de começar o bolo. Bata a manteiga até ficar bem cremosa. As gemas ou ovos inteiros devem ser adicionados uma a um (lembre-se: ovos devem ser usados em temperatura ambiente). Em alguns bolos o açúcar entra nesse ponto: siga a sua receita. 
Nesse momento, você deve acrescentar os ingredientes restantes exceto os secos (em alguns casos: leite, sucos ou raspas de limão). Acrescente por último os secos aos poucos batendo o mínimo necessário para incorporá-los à massa. Você pode inclusive desligar a sua batedeira e usar uma colher de pau. Quanto menos você mexer, mais fofo o seu bolo vai ficar. 
As claras em neve devem ser adicionadas em duas ou três etapas, bem no final, após os secos. Adicione a primeira parte à mistura e mexa bem. Na segunda e terceira etapa, ela deve ser misturada com toda a delicadeza possível. 
Não jogue a massa na forma. Deixe cair vagarosamente. E lembre-se: nada de abrir o forno antes dos primeiros 15 minutos! 
Depois você nos conta qual foi o resultado. E se você tiver outra dica, daquelas da sua avó, passe para todos! 
Na próxima semana falaremos dos bolos espumosos e de como fazer um pão de ló super fofinho! 
Abraços e boa semana.
Márcia e Renata

Read Full Post »

Older Posts »