Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘madeira de demolição’ Category

>

Em muitos dos vídeos de faça você mesmo que gravei aqui em casa, este aparador de madeira de demolição aparecia como coadjuvante.
E era bem merecido, pois ele é uma das peças mais úteis que apareceram na casa após a reforma.
Eu o concebi como uma peça móvel, que no dia a dia fica recolhida para não atrapalhar a circulação da sala de jantar mas que se torna um grande coringa quando recebo mais gente e preciso apoiar copos, bebidas e mesmo a comida.
O conceito básico era compreender as oportunidades de uso de uma peça como esta, pesar a necessidade versus o espaço disponível e sair com o resultado personalizado. Eu sempre digo que as soluções apresentadas diferem de casa para casa, pois quem dita as regras de uso é quem realmente as usa.
Então, vamos detalhar os “segredos” deste projetinho.
Basicamente, são dois:
São as mãos francesas que suportam todo o peso da estrutura da bancada e do que mais for apoiado sobre a mesma. 
As mãos francesas possuem dobradiças que permitem que elas fiquem “escondidas” quando o aparador não está sendo utilizado. Quando em uso, elas são travadas pelo próprio peso da peça as pressionando contra a parede.
Parruda e forte, pois é ela que aguenta o peso da estrutura toda quando abaixada.
Nesta bancada, foram utilizadas três dobradiças como esta.
E assim, tendo tudo a postos, é só tocar adiante a “brincadeira de sobe e desce” para que a casa se vista de acordo com a ocasião ;-)
Beijo grande
Anúncios

Read Full Post »

Quem passeia por este mundo de revistas e blogs de decoração com certeza já se deparou com aquelas fotos maravilhosas européias onde um simples objeto do nosso cotidiano dá um charme todo especial à um cantinho da casa.
São reaproveitamento de latas, embalagens, pinturas de garrafas que me deixam suspirando e pensando: “Como é que eu não olhei para este objeto assim antes?”. Tenho muita admiração por estes projetos. Acho que são nobres e puros representantes da essência do que é design.
Ontem, fui à feira com a minha filha comprar ovos. Óbvio que além dos ovos saímos com flores. E, como sempre acontece quando saio com a minha cocota especialmente paramentada para a ocasião (i.e. com um batonzão vermelho contornando a boca), ganhamos algo. No caso foi um botão de rosa bem cor de rosa.
Não tinha vaso para acomodá-lo mas no almoço terminei uma garrafa de vinho com o maridex.
Hoje lavei a tal garrafa e acomodei-a no aparador da sala de jantar com o botão de rosa.
Confesso que isto me fez sentir assim: tão européia, tão feliz… tão simples.
Assim, simples.
Simples, assim.
Uma beijoca descomplicada (porque é assim que eu acho que a vida deve ser).

Read Full Post »

Sim, porque eu me apaixonei por estes veios, pelas imperfeições e nuances que fazem cada peça ser única para mim.

Antes que vocês me internem deixe-me explicar do que estou falando: o aumento da reforma do meu apartamento é culpa do piso de madeira de demolição que eu queria colocar.
Por que? Sempre fui apaixonada por madeira de demolição. Gosto da sensação de aconchego, de lar que ela transmite. Do calor para poder conversar e da sensação que temos ao andar descalços sobre ela.
E aí, quando resolvemos reformar, óbvio que uma das primeiras frases que disse ao maridex foi: “Sabe, o sonho da minha vida é ter um piso de peroba de demolição na nossa sala…” Ele, apaixonado que é, caiu no canto da sereia e embarcou em minha idéia. (Para o bem de todos ;-)
Com a abertura da porta do escritótrio para a sala de estar tínhamos que uniformizar os pisos (laminado claro -argh!- no escritório com o assoalho de ipê da sala) As alternativas eram:
1. Colocar ipê no escritório e igualar à sala
2. Colocar demolição no escritório e deixar o ipê na sala
3. Trocar tudo… que foi o que fizemos!
Porém…. não entrava em minha cabeça desfazer de todo o assoalho de madeira nobre do living. O que eu queria, então? Oras, utilizá-lo no restante da casa! Porque, fazendo as contas, o assoalho cobriria quase que completamente a área dos quartos e da sala de TV. Encontrei uma pessoa disposta a fazer este serviço para mim e mandamos ver. Mas a história dos tacos de ipê fica para outra postagem – porque eles merecem!!!
Então, o que aconteceu?
Todas a tábuas de ipê foram retiradas com delicadeza, uma a uma, para depois serem remanufaturadas e reinstaladas. Aí encontramos…
…uma colônia de cupins que tinha comido boa parte dos barrotes (madeiras que servem para a fixação do assoalho). “Delícia”, né? Entrou no orçamento da obra uma boa descupinização para eu me livrar do problema.
Depois de me livrar dos intrusos, vamos que vamos para a instalação. Faz uma bagunça enorme, e uma sujeira idem, idem. Mas como sempre dizia ao longo da reforma: “transtornos passageiros, benefícios permanentes!”
nossa idéia para colocar o piso era mesclar o máximo possível diferentes cores e texturas das tábuas para que o resultado final fosse eclético – e ao meu ver mais interessante. Depois de finalizada a colocação, cera em pasta e enceradeira industrial para dar “o lustro”.
O hall do elevador também ganhou um piso de peroba de demolição, porém diferente do living. É um piso de madeira com porcelanato, que tem uma técnica de colocação diversa (é assentado de forma similar ao porcelanato mesmo). É bacana porque usa peças menores, faz – muito – menos sujeira e permite uma paginação (desenhos) variados.
o “eleito” aqui de casa tem um cabochon de ladrilho hidráulico;-)
e este é o resultado final. Meu xodó total!
Beijoca!

Read Full Post »

Efeito colateral da festa do maridex. Tirei a Dracena Ornamental da sala de jantar para dar espaço às bebidas, copos, acepipes…
Foi parar no hall de entrada.
Mas eu achei que ficou bom, tão bom, que decidi deixar lá mais um pouquinho. Não ficou linda?
Acho essencial sinalizarmos para quem chega o quanto é harmoniosa a casa. Seja uma visita, seja um próprio morador, sinalizar que todos são bem vindos é importante.
Aqui, no DECORACASA, vocês são muito bem vindos. Espero que sintam-se assim, pois quando elaborei o logo e o novo layout foi esta a idéia que queria representar.
O hall de entrada, com o papel de parede amarelhinho, minha Nossa Senhora o aparador de demolição, os castiçais e agora a dracena, simbolizam o mesmo, na minha casa real. Há também escondidinho um aromatizador para que o olfato do visitante também seja sensibilizado.
Pena que eu ainda não possa transmitir odores pelo blog, não é mesmo?Mas um dia chegaremos lá. Beijoca!

Read Full Post »

Efeito colateral da festa do maridex. Tirei a Dracena Ornamental da sala de jantar para dar espaço às bebidas, copos, acepipes…
Foi parar no hall de entrada.
Mas eu achei que ficou bom, tão bom, que decidi deixar lá mais um pouquinho. Não ficou linda?
Acho essencial sinalizarmos para quem chega o quanto é harmoniosa a casa. Seja uma visita, seja um próprio morador, sinalizar que todos são bem vindos é importante.
Aqui, no DECORACASA, vocês são muito bem vindos. Espero que sintam-se assim, pois quando elaborei o logo e o novo layout foi esta a idéia que queria representar.
O hall de entrada, com o papel de parede amarelhinho, minha Nossa Senhora o aparador de demolição, os castiçais e agora a dracena, simbolizam o mesmo, na minha casa real. Há também escondidinho um aromatizador para que o olfato do visitante também seja sensibilizado.
Pena que eu ainda não possa transmitir odores pelo blog, não é mesmo?Mas um dia chegaremos lá. Beijoca!

Read Full Post »

Nota introdutória: ando em falta com vocês e o blog. Desculpem, ainda não consegui me organizar totalmente depois das férias… mas vamos que vamos ;-)
Tenho paixão pelo Divino Espírito Santo. E adoro tê-lo em vários cômodos da minha casa, por isto ele não poderia faltar aqui, não é mesmo?
Na Wikipedia, há um longo artigo sobre o Espírito Santo, mas resolvi colocar aqui um pequeno trecho da parte da cultura popular do culto ao Divino, destacando o que todos buscamos independente de credo (ou ser agnóstico): “Desde seus primórdios, os festejos do Divino, realizados na época das primeiras colheitas no calendário agrícola do hemisfério norte, são marcados pela esperança na chegada de uma nova era para o mundo dos homens, com igualdade, prosperidade e abundância para todos.
Dividindo com vocês as imagens dos divinos aqui de casa e as lembranças que eles carregam, seguem as fotinhos! Bom dia a todos!

Esse poderoso é mineiro, feito de madeira de demolição. Recepciona meus visitantes na porta de entrada social.

O mimoso no coração de rosas – também de madeira de demolição – fica na entrada de serviço.

No quarto provençal, um Divino provence

Esta fofura – que ilustra a abertura do post- acabou de chegar para meu pequeno, presente de uma amiga muito especial e querida. Não é um mimo?

E este é um colar, que ganhei de aniversário da minha sogra. Adorei.
Beijocas e até mais!

Read Full Post »

mania de divino

Nota introdutória: ando em falta com vocês e o blog. Desculpem, ainda não consegui me organizar totalmente depois das férias… mas vamos que vamos ;-)
Tenho paixão pelo Divino Espírito Santo. E adoro tê-lo em vários cômodos da minha casa, por isto ele não poderia faltar aqui, não é mesmo?
Na Wikipedia, há um longo artigo sobre o Espírito Santo, mas resolvi colocar aqui um pequeno trecho da parte da cultura popular do culto ao Divino, destacando o que todos buscamos independente de credo (ou ser agnóstico): “Desde seus primórdios, os festejos do Divino, realizados na época das primeiras colheitas no calendário agrícola do hemisfério norte, são marcados pela esperança na chegada de uma nova era para o mundo dos homens, com igualdade, prosperidade e abundância para todos.
Dividindo com vocês as imagens dos divinos aqui de casa e as lembranças que eles carregam, seguem as fotinhos! Bom dia a todos!

Esse poderoso é mineiro, feito de madeira de demolição. Recepciona meus visitantes na porta de entrada social.

O mimoso no coração de rosas – também de madeira de demolição – fica na entrada de serviço.

No quarto provençal, um Divino provence

Esta fofura – que ilustra a abertura do post- acabou de chegar para meu pequeno, presente de uma amiga muito especial e querida. Não é um mimo?

E este é um colar, que ganhei de aniversário da minha sogra. Adorei.
Beijocas e até mais!

Read Full Post »

Older Posts »