Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘suculentas’ Category

>enorme

>

Cade vez que vou visitar meu pai, eu sigo me espantando com o crescimento desta suculenta.
Em março ela estava assim e quando eu comprei ela era assim.
Agora está gigantesca, com flores até. Será que este é o sinal de que ela vai morrer, como acontece com as bromélias?

Read Full Post »

>crescendo

>

Comprei esta suculenta para adornar uma das mesas da comemoração do primeiro aniversário do meu pequeno.
Não sei o nome, espécie nem cuidados específicos.
Mas sei que ela foi se desenvolvendo linda e forte enquanto as outras que havia comprado morreram.
Há uns meses fizemos o trasnplante da planta para um vaso grande onde ela reina sozinha.
Passado um tempo sem vê-la, um susto.
Como cresceu, como se desenvolveu!
É, agora posso dizer que os filhos e as plantas marcam nossa passagem do tempo.
E que ele passe harmonioso e saudável, dando bons frutos e contando boas histórias.
Beijoca

adendo pós postagem: a título de curiosidade, para conferir o crescimento, a suculenta, quando chegou, aparece na última foto à direita da postagem suculentas selection, de 2008.

Read Full Post »

Bom dia! Tudo bem com vocês?

Em abril eu tinha publicado um post comentando sobre alguns “sintomas alienígenas” de algumas orquídeas aqui de casa que se revelaram em novas plantas.
Passados todos estes meses, elas estão aí, pequenas orquídeas, querendo cuidados para nos brindarem com muitas flores quando crecerem. É o milagre da vida. Afinal, as plantas também querem crescer e se multiplicar como atestam as fotos desta suculenta e da dracena ornamental.
Para quem as cultiva, é bacanérrimo!
Pois atestam que os cuidados estão sendo feitos de modo correto e representam uma economia no bolso. Tudo de bom, não é mesmo?
Beijocas!

Read Full Post »

Bom dia! Tudo bem com vocês?

Em abril eu tinha publicado um post comentando sobre alguns “sintomas alienígenas” de algumas orquídeas aqui de casa que se revelaram em novas plantas.
Passados todos estes meses, elas estão aí, pequenas orquídeas, querendo cuidados para nos brindarem com muitas flores quando crecerem. É o milagre da vida. Afinal, as plantas também querem crescer e se multiplicar como atestam as fotos desta suculenta e da dracena ornamental.
Para quem as cultiva, é bacanérrimo!
Pois atestam que os cuidados estão sendo feitos de modo correto e representam uma economia no bolso. Tudo de bom, não é mesmo?
Beijocas!

Read Full Post »

complementando o post abaixo, segue um transcrito – comentado por mim, em verde – do site da Casa Claudia sobre cuidados com as suculentas. Enjoy it e aproveitem para decorar suas casas com essas belezinhas!
Beijoca.
Apaixone-se pelas suculentas
Ornamentais, estas plantinhas típicas do deserto são capazes de transformar qualquer canteiro num universo de formas e texturas. E, o melhor de tudo, pedem poucos cuidados: bastam doses caprichadas de sol.
Origem: regiões desérticas da África e América (Lembre-se, sempre devemos mimetizar o ambiente natural de cada planta, por isto neste caso temos necessidade de sol direto e pouca água)
Características: plantas resistentes, o nome suculenta vem da capacidade de absorver e armazenar água nas folhas, caules, troncos e raízes. (As raízes são, em geral curtas o que facilita muitíssimo o replante e a adequação em vasos e jardineiras)
Cuidados: regue apenas uma vez por semana e não deixe pratinhos sob o vaso, pois o excesso de água favorece o apodrecimento das plantas. As suculentas precisam de solos bem drenados, por isso confira se o vaso que receberá a muda tem um canal de saída para a água. Ponha uma camada de argila expandida (cerca de 5 cm de altura) ou de cacos cerâmicos e cubra com manta de drenagem para impedir que a terra feche o orifício. Acrescente uma mistura de areia, terra e adubo orgânico (1:1:1) e enterre o torrão da planta.
A ausência de luz natural também é prejudicial. Elas precisam de, no mínimo, quatro horas diárias de sol. Dispensam poda, mas admitem a admitem a retirada dos brotos em excesso, que poderão ser facilmente transplantados para outro recipiente. (Pode-se fazer mudas facilmente, somente colocando estes brotos em um vaso com substrato preparado. Ou seja, de uma suculenta você pode fazer várias logo,logo.)
No preparo inicial do solo, prefira produtos orgânicos ricos em nutrientes, como torta de mamona e húmus de minhoca. Previna-se de possíveis pragas preparando uma receita com 100 g de fumo de corda fervido em 1 litro de água. Coe o líquido, reserve por dois dias e pulverize a planta a cada três meses. (Há um produto pronto que repete esta receita do fumo, chama-se Fumex e serve para você que não tem tempo de ficar fervendo o fumo e esperando por dois dias…)
Floração: quase todas as espécies florescem
Ambiente: seco e ensolarado
Ok?

Read Full Post »

cuidados com as suculentas

complementando o post abaixo, segue um transcrito – comentado por mim, em verde – do site da Casa Claudia sobre cuidados com as suculentas. Enjoy it e aproveitem para decorar suas casas com essas belezinhas!
Beijoca.
Apaixone-se pelas suculentas
Ornamentais, estas plantinhas típicas do deserto são capazes de transformar qualquer canteiro num universo de formas e texturas. E, o melhor de tudo, pedem poucos cuidados: bastam doses caprichadas de sol.
Origem: regiões desérticas da África e América (Lembre-se, sempre devemos mimetizar o ambiente natural de cada planta, por isto neste caso temos necessidade de sol direto e pouca água)
Características: plantas resistentes, o nome suculenta vem da capacidade de absorver e armazenar água nas folhas, caules, troncos e raízes. (As raízes são, em geral curtas o que facilita muitíssimo o replante e a adequação em vasos e jardineiras)
Cuidados: regue apenas uma vez por semana e não deixe pratinhos sob o vaso, pois o excesso de água favorece o apodrecimento das plantas. As suculentas precisam de solos bem drenados, por isso confira se o vaso que receberá a muda tem um canal de saída para a água. Ponha uma camada de argila expandida (cerca de 5 cm de altura) ou de cacos cerâmicos e cubra com manta de drenagem para impedir que a terra feche o orifício. Acrescente uma mistura de areia, terra e adubo orgânico (1:1:1) e enterre o torrão da planta.
A ausência de luz natural também é prejudicial. Elas precisam de, no mínimo, quatro horas diárias de sol. Dispensam poda, mas admitem a admitem a retirada dos brotos em excesso, que poderão ser facilmente transplantados para outro recipiente. (Pode-se fazer mudas facilmente, somente colocando estes brotos em um vaso com substrato preparado. Ou seja, de uma suculenta você pode fazer várias logo,logo.)
No preparo inicial do solo, prefira produtos orgânicos ricos em nutrientes, como torta de mamona e húmus de minhoca. Previna-se de possíveis pragas preparando uma receita com 100 g de fumo de corda fervido em 1 litro de água. Coe o líquido, reserve por dois dias e pulverize a planta a cada três meses. (Há um produto pronto que repete esta receita do fumo, chama-se Fumex e serve para você que não tem tempo de ficar fervendo o fumo e esperando por dois dias…)
Floração: quase todas as espécies florescem
Ambiente: seco e ensolarado
Ok?

Read Full Post »

suculentas selection

Depois destas imagens, não preciso dizer mais nada, não é mesmo?
Fáceis de manter, independentes, lindas. Assim é moleza entender porque são tendência…

Read Full Post »

Older Posts »