Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Poli flores’ Category

o bouquet da christiane

Hoje a postagem da Poli veio em forma de vídeo.
Apertem o play e confiram!!!

Read Full Post »

surpresa

Esses dias filmei em uma casa com flores e plantas incríveis. A variedade era tanta que logo quando entrei senti que o assunto para o post de hoje estaria bem ali, naquele jardim. 
Não fiquei muito surpresa com os cimbídios, esses da foto, pois a casa inteira tem arranjos com flores naturais e artificiais de tirar o fôlego de qualquer um. Mas quando eu fui até o jardim para ver as plantas… Surpresa! E pensando que não iria me surpreender, dei de cara com três Samambaiaçus, todas com aproximadamente dois metros de altura.
Para quem não ligou o nome à pessoa, estou falando do xaxim. A samambaiaçu é a produtora desta matéria prima que já foi muito explorada para confecção de adubo e artesanatos, como vasos, que embelezavam jardins em vários cantos do mundo. A exploração foi tanta que o xaxim quase desapareceu. Há quase onze anos, entrou em vigor uma lei que protege o xaxim. ONGs se mobilizaram para salvar esta espécia da nossa mata atlântica, e evitar que o pior acontecesse. Logo em seguida, surgiu uma forma muito legal e ecologicamente correta para substituí-lo. Falo da fibra de coco. Os vasos que estão estão os cimbídios é prova de que a substituição foi uma boa. A fibra de coco é tão bonita quanto o vaso feito de xaxim usado antigamente. Além de salvar o xaxim, a fibra de coco resolveu o problema da casca, que ia para aterros, levando até doze anos para decompor-se. 
Enquanto a galera se divertia com obras de arte espalhadas pela casa, eu namorava a Samambaiaçú, afinal, não é todo dia que a gente encontra uma espécie quase em extinção. 
Beijos e boa semana
Poliana

Read Full Post »

crisântemo sofisticado

É comum encontrarmos este tipo de crisântemo, mais conhecido como crisântemo bola, em vasinhos de plástico, no máximo enfeitado com papeis coloridos. Aprendo todos os dias que as coisas se transformam, a criatividade para quem trabalha com artesanato, decoração é o que há de mais importante, temos que nos livrar dos preconceitos e de regras e permitir um novo olhar o tempo inteiro. 
Confesso que fiquei chocada com tamanha astúcia desse florista, que transformou um simples crisântemo em uma sofisticada flor, não acham? 
E o crisântemo, cor de rosa envelhecido, não se sentiu nem um pouco incomodado por estar fora do seu vasinho de plástico , ele me parece bem a vontade no vaso de vidro. Essa sensação é o que costumamos formalmente chamar de harmonia, parece que a flor nasceu exatamente onde está, e isso só é possível conceber tendo muita sensibilidade. 
Além de uma dose boa de criatividade, quem montou esse arranjo ousou, foi além do óbvio e substituiu a orquídea pelo crisântemo para montar esse arranjo. 
Assim devemos nos posicionar sempre, inventando, arriscando, pois existem muitas coisas para serem criadas ainda, eu sinto. 
Beijos e boa semana 
Poliana

Read Full Post »

>calandiva

>

Sabe aquele vaso que sempre tem uma plantinha florida em casa, mas com esse tempo gelado anda vazio por falta de flores? Aqui vai uma boa pedida. 

O popular calanchoe, popularmente conhecido como a plantinha da felicidade e fortuna tem, uma irmã gêmea muito mais charmosa… É que a calandiva tem florzinhas mais cheias, ou dobradas, como dizem por aí. E mesmo quando as flores morrerem, vale super a pena cultiva-la até florescer novamente, pois, suas folhas são lindas, recortadas,e gordinhas, típicas da maioria das plantas suculentas. Idênticas a do calanchoe, se cultivada com cuidado e o carinho necessário chega a 30cm de altura. O preço pode variar, mas em geral é quase o mesmo que o calanchoe, ou seja, super barato, mas, não vende em todos os lugares. Em floriculturas maiores ou no mercado de atacado é mais fácil encontrar essa variação que deveria ser popular, pois é comum, tenho certeza que muita gente já passou por uma calandiva sem perceber que não era um calanchoe. 
O sol anda meio tímido, mas logo pela manhã, quando ele aparece para dizer “Oi”, eu corro e coloco a calandiva na janela, pois apesar de ela ser super resistente ao frio, também é filha de Deus, e precisa um pouco de sol para guardar calor e aguentar essas noites frias. 
Dica: Nesta época não regue muito o seu vaso de calanchoe ou calandiva, Um dia sim, um não é o suficiente. Se o seu vaso for grande, vale a pena adubar uma vês ao mês com um pouquinho de torta de mamona, ou com aquela misturinha da vovó de casca de ovo batida no liquidificador com um pouco de pó de café e bagaço de laranja.
Beijos e boa semana,
Poliana

Read Full Post »

>

Apesar de não existem relatos sobre a invenção da moringa de barro,podemos afirmar uma coisa: alguém precisava guardar água fresca para viver. 
E se você pudesse guardar em um lugarzinho tudo aquilo que precisa para se manter vivo e ser feliz…Será que caberia em uma moringa? 
Eu pensei sobre isso também, tentei encaixar todas as coisas que considerava essenciais para minha felicidade e não coube nada. Tentei reduzir os poucos amigos verdadeiros, família e algumas coisas importantes e mesmo assim transbordou. 
Escolhi colocar na minha moringa minha fonte de vida, a FÉ. 
Assim, não me faltarão água, e amigos, saúde e felicidade. 
Enfeitei com algumas rosas, porque elas não me podem faltar também. 
Beijos e boa semana 
Poliana
Poliana

Read Full Post »

>o cravo e a rosa

>

Descobri que Shakespeare era um grande conhecedor das flores e de seus significados. Na maioria de suas obras, ele faz referências às flores, compara um ou outro seu personagem a alguma delas. 

Alguém se lembra daquela novela “O cravo e a rosa”? Ela foi inspirada na obra de Shakespeare, “A Megera Domada”. Provavelmente o nome da novela tem relação com a própria relação de Shakespeare com as flores. 
Eu adoro essa história, pois, diferente de tantos outros contos que terminam com o adágio “felizes para sempre”, em “A Megera Domada” ou “ O cravo e a rosa”, o casamento é exatamente o começo da trama. A megera não quer ceder e ser submissa ao seu marido, o que era natural no século XX. Ele tenta domá-la. 
A trama se desenrola em uma encrenca só. O enfrentamento comum entre homem e mulher, presente na maioria dos relacionamentos, cada qual defendendo o seu ponto de vista, é explicito. As coisas só se ajeitam depois que um acordo é estabelecido: eles resolvem dividir as forças, ela se torna submissa ao marido, e ele, por outro lado, se torna parte dela, parte daquilo que ela não precisava mais ser. E só depois disso, talvez, eles sejam felizes para sempre. 
Fiz este arranjo com cravos, rosas e astromélias em homenagem aos que amam, homens e mulheres, em busca do equilíbrio, de paz, vivendo juntos, como essas flores tão diferentes no mesmo vaso, ou melhor, por amor. 
Beijos e boa semana 
Poliana

Read Full Post »

>sete trigos

>

Toda vez que eu montava um bouquet a pedido de algum apaixonado desesperado para ser correspondido,eu sempre colocava no final sete trigos em meio as rosas vermelhas.Aquilo era como uma prece,um voto de prosperidade para aquela circunstância.
Todos os arranjos que faço tem um dever: Levar uma mensagem repleta de boas vibrações. Sei que as floriculturas contemporâneas não utilizam mais trigos, a oferta do mercado de flores também é bem menor…mas eu não resisti.
Comprei um maço de trigo verde e fui do mercado de flores até o ateliê pensando em um jeito de arranjá-los de forma que não se pareçam antiquados, sabe? 
Pouco antes de arranjar os trigos sozinhos em um vaso reto e branco, como se usa hoje em dia para dar ao trigo um visual mais “hight-tec”,juntei algumas astromélias e rosas e entre elas coloquei sete trigos. Ficou lindo e longe de ser um arranjo “caído”. 
Esse ficou aqui em casa, quero uma semana próspera, para mim e para vocês.
Beijos,
Poliana

Read Full Post »

Older Posts »