Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘sala de jantar’ Category

Quem passeia por este mundo de revistas e blogs de decoração com certeza já se deparou com aquelas fotos maravilhosas européias onde um simples objeto do nosso cotidiano dá um charme todo especial à um cantinho da casa.
São reaproveitamento de latas, embalagens, pinturas de garrafas que me deixam suspirando e pensando: “Como é que eu não olhei para este objeto assim antes?”. Tenho muita admiração por estes projetos. Acho que são nobres e puros representantes da essência do que é design.
Ontem, fui à feira com a minha filha comprar ovos. Óbvio que além dos ovos saímos com flores. E, como sempre acontece quando saio com a minha cocota especialmente paramentada para a ocasião (i.e. com um batonzão vermelho contornando a boca), ganhamos algo. No caso foi um botão de rosa bem cor de rosa.
Não tinha vaso para acomodá-lo mas no almoço terminei uma garrafa de vinho com o maridex.
Hoje lavei a tal garrafa e acomodei-a no aparador da sala de jantar com o botão de rosa.
Confesso que isto me fez sentir assim: tão européia, tão feliz… tão simples.
Assim, simples.
Simples, assim.
Uma beijoca descomplicada (porque é assim que eu acho que a vida deve ser).
Anúncios

Read Full Post »

Adoro o trabalho (e a simpatia, elegância e delicadeza) da Consuelo Jorge.
Adoro o conceito de arquitetura consciente que ela pratica.
Agora olhe para este ambiente que ela elaborou para a mostra Artefacto e diga: não é uma tacada de mestre?
Um ambiente elegante e ao mesmo tempo alegre, contemporâneo. Limpo e chique.
Amei.

Read Full Post »

Ma folie quer dizer “minha loucura”, em francês.
E também é o nome desta casa.
sei que não ficaria tão sonoro, mas chamaria este lugar de mon rêve  (meu sonho)
adoro o mix de diversos estilos de cadeiras e a ambientação verde e amarela
o interior também é de sonho

As imagens foram novamente cedidas pela Ana Carolina, do Casas Charmosas. Dá para entender agora o por que do nome da empresa dela?
Beijoca

Read Full Post »

che belle gambe!

Outro dia a Talma me pediu para ver melhor as pernas da minha mesa de jantar porque tinha visto de longe em uma foto pequena e achou que elas valiam um close. Então, aqui estão!

 Reparando bem esta perna mostra um nó da madeira.
Para alguns, seria defeito.
Para mim, um charme a mais.
Porque todos nós também temos nossos defeitos, não é mesmo?
E é justamente isto que nos torna humanos.
Um close a mais no trabalho torneado…
A mesa é de peroba de demolição – que eu adoro!
Agora mostrando em detalhe a saia, que sustenta toda a estrutura do tampo.
Ela tem 10 cm de espessura e por causa dela é que as tais cadeiras não encaixavam.
Mas adoro esta mesa do jeito que é.
Sem tirar nem por!
Já participou da promo para ganhar o livro Casas de Sonho ou o álbum Chalés e Casas de Madeira para se inspirar e decorar? Corre!
PS: Quanto ao título em italiano, é uma homenagem à minha nonna. Desde que me conheço por gente era assim que ela falava cada vez que via minhas pernas grossas ;-)

Read Full Post »

to seat or not to seat?

Ok, o título da postagem foi infame. Mas o dilema é real.
Estava certa que na semana passada compraria as cadeiras para a minha mesa de jantar. Sim, porque eu comprei a mesa há dois anos e ainda não comprei as cadeiras. Estou usando umas antigas, que eram da cunhada…
Mas aí o que aconteceu? As cadeiras que eu queria (e que estavam em promoção) não entravam embaixo da minha mesa. Eram estas, lindas de morrer:
Snif, snif, snif… Twittei a decepção. Alguns amigos me sugeriram cortar as pernas das coitadas mas, honestamente, acho que absurdo ter que modificar algo novo.
Terei que virar a página, posto que estas cadeiras no way com a minha mesa.
Cadeira é caro, né?
Entendo que é uma estrutura delicada e que deve ser feita com todo capricho e cuidado para não ficar “manca”. Mas isto não diminui nem um pouco o impacto financeiro delas.
Penso que devem ser uma compra muito, mas muito bem pensada.
E aí para virar a página me joguei na net. Olha só o que gostei:
Os estilos são semelhantes, mudam alguns detalhes… O ponto é que eu queria menos cadeiras na mesa, porém todas com braço (pensando no conforto de todos) mas ando desanimada…
Minha inspiração é esta foto aqui (Casa e Jardim)
E aí do outro lado da tela?
Vocês me ajudam a solucionar este dilema?
Beijoca!

Read Full Post »

Minha mãe sempre falava que tal coisa era fogo de palha (em geral ela se referia a alguma reinação da narizinho que escreve este blog)
De acordo com o Dicionário Informal :
“1. fogo de palha
Pouca duração, rápido.
-Essa empolgação dele é fogo de palha, já já passa.
Lembrei desta expressão quando, na arrumação pós reforma semi acabada, coloquei algumas flores na  sacola de palha de milho e acomodei-a na sala de almoço.
Muitos ambientes e peças de decoração contam com um toque em palha. As fibras podem ser as mais variadas, incluindo aí a taboa e a folha da bananeira.
A palha é um material simples, utilizado pela humanidade há tempos – lembram-se dos cestos indígenas? – e seu uso transcede o tempo. E as imagens abaixo mostram que este uso não é fogo de palha.
fotos: web, Depósito Santa Fé, Depósito São Martinho
Beijocas!

Read Full Post »

Minha mãe sempre falava que tal coisa era fogo de palha (em geral ela se referia a alguma reinação da narizinho que escreve este blog)
De acordo com o Dicionário Informal :
“1. fogo de palha
Pouca duração, rápido.
-Essa empolgação dele é fogo de palha, já já passa.
Lembrei desta expressão quando, na arrumação pós reforma semi acabada, coloquei algumas flores na  sacola de palha de milho e acomodei-a na sala de almoço.
Muitos ambientes e peças de decoração contam com um toque em palha. As fibras podem ser as mais variadas, incluindo aí a taboa e a folha da bananeira.
A palha é um material simples, utilizado pela humanidade há tempos – lembram-se dos cestos indígenas? – e seu uso transcede o tempo. E as imagens abaixo mostram que este uso não é fogo de palha.
fotos: web, Depósito Santa Fé, Depósito São Martinho
Beijocas!

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »